10/10/2021 às 11h55min - Atualizada em 10/10/2021 às 11h55min

Sui generis! Vereador por Maceió gasta R$ 10.500,00 de forma bem peculiar.

Enquanto centenas de milhares de pessoas sofrem por não terem o que comer e manter suas necessidades básicas com apenas uma refeição diária, o vereador Fernando Hollanda, filho de Antônio Hollanda, irmão de Dudu Hollanda, gastou da sua verba de gabinete, só em agosto/21, o valor de R$ 4,027,00( quatro mil e vinte e sete reais) em alimentação, interessante que os restaurantes que aparecem na "prestação de contas", são os fracos - Dragão e Massagueirinha -, que, por sinal, devem oferecer um cardápio com variedades de tempero bem diversificado para permanecerem na preferência do faminto Edil e sua equipe por todo esse período de isolamento social. Uma coisa é certa, o gosto e o prazer em apreciar a gastronomia local, tem sido uma marca registrada do novel parlamentar, -  se os pratos servidos são bons -. Bem.  Acreditamos que sim, pois em uma dessas visitas, chegaram a pagar  R$ 460,00 (quatrocentos e sessenta reais), uma verdadeira farra com o dinheiro público e completo desrespeito face o momento desastroso que assola a nação brasileira por conta da PANDEMIA e seus reflexos em toda sociedade, sobretudo, nos mais vulneráveis economicamente. Curiosamente, o cômico dessa situação é que, o parlamentar representante da família Holanda na Câmara de Maceió - Fernando - deixou de comparecer a mais de 50% das sessões do parlamento, não fazendo jus ao seu subsídio como parlamentar, mesmo assim, à média de gastos com alimentação se manteve em R$ 4.000,00.
 
 
 
 
 
 

Imagem: Portal da Transparência CMM
 
Em relação a VIAP o vereador não deixa de receber suas indenizações e suas prestações de contas não encontram obstáculos no tocante a comprovação de documentos que atestem os gastos, bastando apenas um papel contendo valor, nome do beneficiário e a especificação dos serviços, muitas vezes duvidosas, diga-se de passagem, uma vez que, não detalha o tipo de serviço, nem tão pouco deixa claro as devidas finalidades, exemplo disso, consta em recibo no valor de R$ 1.100,00 que faz referência aos serviços de limpeza do imóvel localizado a rua..., no bairo do Santo Eduardo. Que imóvel. A quem pertence? O contribuinte merece respeito e clareza dessas informações.
 
 
 

Imagem: Portal da Transparência CMM
 
Outra situação que demonstra a preocupação do parlamentar em " torrar" dinheiro público foi a contratação de um carro de som para divulgar a importância do PROTOCOLO SANITÁRIO, no combate ao Coronavírus nas comunidades, tarefa essa, que já vinha sendo exercida de maneira constante pelo governo do estado, com diversos veículos e equipamentos circulando pela cidade. Portanto, duplicidade de ações, no mínimo desnecessária.
 
 
 

Imagem: Portal da Transparência CMM
 
Vale salientar que, os documentos anexados aos processos são analisados pelo setor responsável na Câmara Municipal de Maceió. Como são aprovados. Bom, essa é outra "história"
 
 
 

Imagem: Portal da Transparência CMM
 
Para quem prometeu muito durante a campanha eleitoral e, diante dos fatos apurados e especificados, fica a ligeira impressão de que, o nobre vereador FH demonstra ser adepto às velhas práticas políticas, não representando a nova era. Nada que não possa ser revisto, mudando o curso da "estória".
 
Vigilância permanente, eis o segredo e um importante antídoto a ser utilizado pela sociedade no combate aos "maus" políticos, visando neutralizar os efeitos danosos de suas ações.

Fonte: Jornalista Marcos Souza / deolhoalagoas.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Na sua opinião, o prefeito Cacau Filho, até o momento está sendo:

23.7%
5.1%
1.3%
8.9%
60.1%
0.9%