20/08/2020 às 13h53min - Atualizada em 20/08/2020 às 13h53min

Vereador Francisco Sales será investigado por prática de crime eleitoral

Entidades civis se unem para combater suposto crime eleitoral

O vereador por Maceió, Francisco Marcos Sarmento Ramos, vulgo, Francisco Sales, foi alvo de uma representação por parte das entidades da sociedade civil organizada, que combatem à corrupção no estado de Alagoas, são eles: Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral e o Movimento Nacional dos Caras Pintadas, ambos liderados pelos combatentes ativistas políticos Raudrin de Lima e Fernando Cpi, as entidades baseadas em provas, encaminharam as Instituições de Combate à Corrupção Eleitoral, incluindo o fiscal da lei, Ministério Público, arquivos(dossiê)para que sejam adotadas as providêncais necessárias para investigar o vereador acusado por supostos atos ilícitos que podem acarretar - se punido - em sua inegibilidade - dentre outras penalidades previstas na legislação eleitoral.

Francisco Sales terá muita dificuldade em sua reeleição já que não conseguiu se eleger em 2018, não atingindo sequer 20 mil votos, em todo estado de Alagoas, em uma campanha considerada com muitos recursos.


VEREADOR GOSTA DE HOLOFOTES




Lideranças alegaram que o vereador gosta de holofotes e tem uma conduta inapropriada para um parlamentar( representante do povo), que ADORA atacar inimigos e adversários, muitas vezes sem provas, mas não aceita ser criticado, tampouco investigado.

O jornalista Wellington Sena, diretor do grupo de comunicação A NOTÍCIA já bateu boca com Sales, nas redes sociais,  o chamando de desequilibrado e prepotente, além de outros adjetivos.



CASOS DE INEGIBILIDADE


Entre as condutas ilícitas praticadas nas campanhas eleitorais e que conduzem à inelegibilidade do candidato por oito anos, conforme a 
Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar nº 135/2010), estão o abuso do poder econômico e o abuso do poder político. A Lei da Ficha Limpa alterou a Lei de Inelegibilidades (LC nº 64/1990), que estabelece os casos em que um candidato é impedido de ser votado. As definições de abuso do poder econômico e abuso do poder político podem ser encontradas no Glossário Eleitoral , disponível na aba "Eleitor" do Portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »