01/02/2019 às 00h49min - Atualizada em 01/02/2019 às 00h49min

A nova força e determinação de Renan Calheiros

- by redação
O NOVO Senador Renan Calheiros

 

A história conta que a águia, quando se torna velha, voa para o alto de uma montanha e toma a decisão de arrancar o próprio bico, penas e garras para se renovar e viver por mais algumas décadas.  Nesse processo fica dezenas de dias sem se alimentar.

 

Nasce um novo Renan Calheiros. Separamos alguns pensamentos do senador alagoano, através de suas postagens no facebook:

 

Vejam porque nunca cogitei e não postulei ser presidente do Senado. O Ministério Público Federal jamais iria me apoiar.

 

Respeitarei a vontade soberana da maioria. Sempre fomos um projeto coletivo, nunca individual.
Portanto, ainda não sou candidato.

 

Ministro Moro @JusticaGovBR, a cada minuto que passa aumenta a chance de destruição de provas pela Vale. Agora, pagando milhões para o Sérgio Bermudes defender o indefensável, ao invés de proteger vidas e famílias.

 

Ministro Moro @JusticaGovBR, quantas pessoas precisarão morrer para que a Polícia Federal faça operação na diretoria da Vale? Antes que preciosos indícios desapareçam. E quantos deputados deixarão o país sem que sejam protegidos?Precisamos da sua veemência de sempre.

 

Estávamos em Brasília na madrugada de 15 de março de 1985. O Brasil não merecia a tragédia de Tancredo Neves.
Agora, eu e Verônica, estamos rezando pela saúde de @jairbolsonaro, certos de que sua recuperação é o melhor para o país. E as urnas mostraram isso.
Solidarizamo-nos com a família e torcemos por sua saúde.

 

O erro não foi a privatização. Foi a reprivatização. O que é isso?
É entregar a mineração a Eduardo Cunha e Leonardo Quintão.
O resto é a gula de sempre com as commodities brasileiras, e a falta de efetividade na defesa do Meio Ambiente.

 

Jean Wyllys não deve renunciar, porque pode tomar posse até o dia 1º de março. Até lá, o Congresso Nacional dispõe de instrumentos eficazes para assegurar proteção à sua vida.
Conte comigo, deputado.

 

Sobre essa coluna, esclareci ao Josias: só serei candidato indicado pela bancada. Nunca falei com ninguém sobre outros cenários.
Meu estilo é direto e não costumo mandar recados. A Simone tem um bom DNA. Não vou atropelá-la e nem a ninguém. Fui um grande amigo do pai dela e, modestamente, o ajudei a construir sua linda passagem pelo Senado Federal. A única coisa que eu disse é que o Quintão mentiu pra ela. E a própria declaração do ministro Ônix deixa claro o que falei.
O apoio do Tasso a ela caracteriza mais uma tentativa, como foram as feitas com Lasier, Girão e agora com esse flerte à nossa bancada.
E como você acompanha, Josias, as tentativas do Tasso nunca dão certo.
Difícil será compatibilizar os interesses dele com a candidatura da Simone, com a sua bancada e com a nossa.

 

A tragédia de Brumadinho, que nos comove e revolta, prova que aprendemos pouco com Mariana. Cabe-nos rever completamente a política de segurança de barragens.
Concito o Governo Federal a visitar também o bairro do Pinheiro, em Maceió, cujo afundamento desassossega os alagoanos.


 

Sobre ontem à noite...um show memorável de dois ícones da nossa música. Foi um privilégio poder presenciar Zeca Pagodinho e Maria Bethânia num mesmo palco, com repertório excelente e entrosamento singular.

“Por essa luz disparo
Sem Repetir nhennhennhém
O Brasil é que é meu faro...
Levaremos tudo além
É no samba que eu preparo
De Xerém a Santo Amaro
De Santo Amaro a Xerém”



 

O meu muito obrigado a todos os amigos que hoje foram prestigiar o lançamento do Democracia Digital, em Maceió.
Alagoas sempre me fortalece, alegra e jamais me falta nas horas difíceis.
Gratidão, é a palavra desta noite.


Ainda sem ser candidato, sobre eleição no Senado: bato mais facilmente continência para um major da polícia, do que para um coronel da política como Tasso.
 

Mario Sabino e Diogo Mainardi (Antagonista e Crusué) protagonizaram, em 2007, campanha contra mim na Revista @VEJA . Doze anos depois, todas as denúncias foram arquivadas pelo STF, TRF1, TRF2. Recebi indenização da revista. Errei o alvo. Deveria ter cobrado deles.
 

O ministro Paulo Guedes tem razão: o controle e a transparência do gasto público têm que haver sempre.

Eis a nossa convergência.


 

Deltan Dallagnol @deltanmd continua a proferir palavras débeis, vazias, a julgar sem isenção e com interesse político, como um ser possuído.

 

Quero dar uma sugestão para que libertem o Lula. Mas libertem o Lula inteiro. Mesmo que seja por etapas. Não falo com ironia; eu mesmo fui visitá-lo em nome do Senado, com Armando Monteiro, Requião, Jorge Viana e Edison Lobão. Dirijo-me àqueles defensores desse encarceramento, medieval porque sem prova de crime, que está sendo imposto ao Presidente – não me refiro às instalações físicas, que até são razoáveis.
Busco uma conciliação com esses setores, que eu não chamaria ...de primitivos, não, de modo algum. Vocês não aceitariam uma proposta de conciliação mas poderiam libertar o Lula aos pouquinhos, primeiro liberando a perna, depois um braço, noutro dia o joelho... Mesmo esquartejado, trucidado, quem sabe salgado e com pedaços expostos em praças públicas – mas pelo menos soltavam Lula, seria bem melhor do que isso que estão fazendo com ele.

Só até logo mais à noite estarei postando com essa frequência. Depois, férias, que nós precisamos e os internautas merecem.
 

 

De Murici - onde Floriano Peixoto, primeiro presidente do Senado e segundo presidente da República morou, e para onde voltou depois de consagrado na guerra do Paraguai, para se casar e reorganizar as fazendas do tio, que estavam em declínio - trato do prestígio dos nossos antepassados alagoanos na Proclamação da República.
Não por acaso, dizem os historiadores, que quando embarcou para o exílio, informado que o navio chamava-se Alagoas, o imperador, bem humorado, disse: se ...estou em Alagoas, leve-me para Penedo. Falava da bela cidade alagoana que havia visitado, para onde levamos restauração, iluminação, infraestrutura, muitas casas, urbanização, segurança pública, rodovias, além de universidade e instituto federais.

Debata, opine, estou te esperando.
Só até o Natal postarei mais intensamente. Depois, trabalharei duro para assumir o novo mandato, querendo acertar mais.




A propósito da interferência no Legislativo: Não podemos deixar de defender a independência e a separação dos Poderes. Se a democracia não deve ficar exposta a pedrada de doido e a coice de burro, será sempre mais complicado defendê-la. Todo dia tem que matar um leão. Mas, o difícil mesmo  é enfrentar as antas.



Em relação ao começo da matéria, alguns atribuem a uma passagem bíblica (Salmos, Cap. 103), enquanto outros acreditam que a história possa ter sido inspirada na mitologia grega, com a famosa história da Fênix, uma ave muito parecida com a águia, que depois de morrer queimada renasce das cinzas, para morrer novamente no dia seguinte e renascer de novo.

 

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Na sua opinião, o prefeito Cacau Filho, até o momento está sendo:

24.1%
5.1%
1.3%
9.0%
59.8%
0.6%