22/01/2019 às 18h57min - Atualizada em 22/01/2019 às 18h57min

Caras Pintadas e MCCE querem CPI da Braskem

Foi formalizado pedido de instalação e  criação da Comissão Especial de Inquérito (CEI)

Pedido foi protocolizado na Câmara de Vereadores

 

Os últimos eventos envolvendo o bairro do Pinheiro, em Maceió, despertou a indignação das principais lideranças dos Movimentos Caras Pintadas e MCCE-AL, que preocupados com a situação dos moradores do Pinheiro, formalizaram em conjunto, pedido de instalação e  criação da Comissão Especial de Inquérito (CEI), na Câmara Municipal de Maceió, em desfavor da Braskem.

 

 

O presidente da Câmara de Vereadores, Kelmann Vieira, deverá analisar o conteúdo do requerimento para criação da chamada Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Braskem, que deverá - se aprovada- ser feita à luz do Regimento Interno. A investigação seria para saber se a Braskem foi a responsável por ocasionar os transtornos ocorridos no bairro do Pinheiro.

 

 

Braskem, controlada pela Organização Odebrecht com participação expressiva da Petrobras, é uma empresa química  com o escritório central localizado na cidade de São Paulo. A empresa se destaca por ser a líder mundial na produção de biopolímeros e a maior produtora de resinas termoplásticas das Américas (sexta maior fabricante mundial de resinas plásticas).


 

No contexto da Operação Lava-Jato, em 2014, a Braskem foi acusada pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e pelo doleiro Alberto Yousseff de pagar propina em troca de contratos mais vantajosos com a estatal.


 

Diante das denúncias, os títulos de dívida de emissão da Braskem com vencimento em 2024, no valor total de US$ 750 milhões, registraram grandes perdas.


 

As acusações contra a Braskem motivaram ainda uma investigação interna da Odebrecht, por meio da contratação de um escritório de advocacia dos Estados Unidos, conforme relatado no depoimento de Marcelo Odebrecht à juíza Gabriela Hardt, em 7 de dezembro de 2018.






 

 

 

RAUDRIN DE LIMA

 

 

“A insensibilidade do Prefeito Rui Palmeira é algo monstruoso, em não tomar medidas emergenciais e responsabilizar os supostos responsáveis por essa tragédia que pode acontecer a qualquer momento. Monstruosidade em residências onde moram milhares de pessoas fazerem esse tipo de túnel gigantesco, ameaçando a vida da população, precisamos esclarecer esse caso e acabar com o fim da lei do silêncio que hoje toma conta desse triste caso”; desabafa Raudrin de Lima, Coordenador Nacional do Movimento Caras Pintadas.

 

 

 

ANTÔNIO FERNANDO - Fernando CPI

 

 

 

“Queremos a verdade, basta de ocultar o que está acontecendo; temos a certeza que a Presidência da Câmara Municipal vai instaurar essa CEI, e encontrar a verdade que todos maceioenses querem saber, basta de ocultar a verdade, pois milhares de vidas estão aterrorizadas”, conclui Fernando CPI, Coordenador em Alagoas do Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral.

 

 

Com o Plano de Contingência, fica claro que algo catastrófico está para acontecer e a sociedade precisa de explicações sobre esse terrível fato que amedronta o povo de Maceió.  



Fonte: O FATO






Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Na sua opinião, o prefeito Cacau Filho, até o momento está sendo:

24.0%
5.1%
1.3%
9.0%
59.9%
0.6%