23/06/2022 às 13h42min - Atualizada em 23/06/2022 às 13h42min

Corpo diretivo e gerências da Arsal passam a ser 100% compostos por mulheres

No Brasil,das 87 agências reguladoras, apenas 13 são presididas por mulheres, e este número é reduzido drasticamente se considerarmos toda a diretoria, sendo Alagoas a segunda, atrás apenas da agência do Espírito Santo

A Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal) já havia se tornando, em abril deste ano, uma das agências reguladoras do país a ter o corpo diretivo totalmente composto por mulheres.

 

No Brasil, segundo levantamento da Associação Brasileira de Regulação (Abar), das 87 agências reguladoras, apenas 13 são presididas por mulheres, e este número é reduzido drasticamente se considerarmos toda a diretoria, sendo Alagoas a segunda, atrás apenas da agência do Espírito Santo.

 

Atualmente, o colegiado da Arsal é composto pela presidente, Camilla Ferraz, e pelas diretoras Eulália Moraes, Patrícia Medeiros e Andresa Pedrosa. A força feminina da agência também fica evidente quando consideramos as gerências das áreas reguladas, todas com técnicas à frente. A mais nova mulher a assumir a Gerência de Regulação do Saneamento foi a engenheira Taís Pereira da Luz.

 

Nas demais áreas, destacam-se Clara Alves, na Gerência de Gás Canalizado; Renata Sohrar, Gerência de Transporte; e Suely Quintela, na Gerência de Energia Elétrica. A Agência ainda conta com a força feminina à frente das gerências de Tarifas e Planejamento, Orçamento, Finanças e Contabilidade, Layne Lucena e Izabele de Almeida, respectivamente; além da ouvidora, Larissa Camerino, e Ana Maria, assessora executiva de Gestão Interna.

 

Embora a chegada dessas técnicas a postos de destaque dentro da Arsal tenha ocorrido de maneira absolutamente natural, a presidente classifica como uma demonstração da capacidade, competência, e de que a mulher pode e deve ocupar todos os espaços. “Definitivamente, o lugar da mulher é onde ela quiser!”, disse Camila Ferraz.













alagoas.al.gov.br


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »