27/05/2022 às 07h51min - Atualizada em 27/05/2022 às 07h51min

Ecocultural celebra dez anos de atividades com show em Palmeira dos Índios

Para celebrar os 10 anos da Agência Aventura Eco Brasil foi realizado no último sábado, 21 de maio, um show com a Orquestra Graciliano Ramos de Palmeira dos Índios e a Banda de Reggae Anauê S/A. O evento marcou o encerramento do projeto EcoCultural que movimentou por cerca de dois meses a cidade de Barra de São Miguel em Alagoas.

Na abertura, professores da rede municipal, técnicos ambientais do projeto Niquim Vivo e Rodrigo Reis, professor do curso de Administração da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), aceitaram o convite para palestrar numa oca que fica na Pousada de Experiência EcoMar, zona rural da Barra de São Miguel. Seis turmas de alunos barrenses participaram das ações que envolveram aulas dialogadas, plantio de mudas de espécies nativas e eventos e trilhas ecológicas na região.

O professor Rodrigo Reis afirmou que o projeto tem fundamental importância para a comunidade. “Proporcionarmos experiências de sustentabilidade, no turismo, na cultura e no ensino, principalmente em comunidades que precisam dessa atenção. Parabéns e gratidão ao Daniel Brasil e equipe pelo convite e que venham mais experiências desse tipo que engrandecem o diálogo entre a universidade e a sociedade”, disse.

Os idealizadores Dilton Peixoto, produtor cultural, Daniel Brasil e Tatiane Brasil, anfitriões da agência, organizaram um grande show em praça pública, bem no meio da comunidade local da cidade, que contou com apoio do diretor de cultura da Barra Pedro Luz e da secretária de turismo de Palmeira dos Índios Cléa Mascarenhas.

“A ideia era realmente levar, pela primeira vez, um movimento cultural para a Praça do Pescador, que fica as margens da Laguna do Roteiro. Queríamos todos juntos na ‘nossa quebrada’: nativos barrenses, turistas clientes da agência e fãs da banda”, afirmou Daniel Brasil.

Após as aulas, as turmas visitaram o mirante da Lagoa do Rio Niquim e ajudaram a replantar a mata atlântica do entorno. “O bom foi tirar o aluno da sala de aula para receber diversos conhecimentos fora das quatros paredes”, afirmou o professor Denilson Duarte, da rede pública da Barra de São Miguel.

Em 1° de maio, aconteceu a Trilha do Trabalhador com educação ambiental, plantio de mudas, massoterapia, piquenique e música ao vivo durante o almoço. “Participar da trilha do trabalhador foi uma vivência única. Além de conhecer um lugar com uma beleza exuberante e passar por uma sessão de massoterapia, foi possível compreender durante a palestra e a observação, o resultado da exploração e do turismo predatórios que eram praticados no local anteriormente e como a preservação através da criação da reserva, plantio de espécies nativas e educação ambiental trouxeram a recuperação para aquele local”, disse a aluna do curso de Administração Laura Bulhões.
















ama-al


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »