04/05/2022 às 10h48min - Atualizada em 04/05/2022 às 10h48min

Câmara discute em audiência pública difusão cultural da música gospel

Proposta foi do vereador Oliveira Lima (Republicanos) e reuniu cantores e autoridades da cultura

A Câmara Municipal de Maceió, realizou na última segunda-feira (2), uma audiência pública com o tema: Difusão da cultura gospel no município de Maceió. A discussão foi proposta pelo vereador Oliveira Lima (Republicanos) que trabalha pelo reconhecimento da música e os cantores do município. Na oportunidade apresentou o PL lei 7.126/21, que beneficia todos esses artistas.


Estiveram presentes na audiência, representantes de igrejas evangélicas do município, o presidente da FEMAC (Fundação Municipal de Ação Cultural) João Hugo Lyra, os vereadores Silvânia Barbosa (MDB) e Leonardo Dias (PL), além dos cantores que tiveram a oportunidade de falar sobre o trabalho de louvor e sua relevância social.


Segundo Oliveira Lima o momento é de esperança e articulação dos cantores, pois há um espaço para o diálogo sobre como a categoria pode vir a receber apoio e estímulos para continuar com a missão de levar a palavra de fé.


“Para mim, esta audiência é de extrema importância, criamos um projeto de lei para que esses cantores tenham o reconhecimento merecido. Com certeza, a audiência ficará marcada no coração e gerará resultados para a comunidade gospel”, ressaltou.


Assim como as demais categorias artísticas, os cantores gospel também foram prejudicados devido a pandemia. E, ainda assim, não houve um apoio para que estes artistas se mantivessem durante o período de isolamento.


Em seu pronunciamento o representante da Ordem dos Pastores de Alagoas (Opeal), o Pastor Diego Paulino ressaltou o quanto a categoria necessita de uma atenção especial.


 


“A realidade é que os músicos não podem viver sem ter um apoio, as dificuldades enfrentadas pelos artistas são as mais variadas possíveis, muitos tem que sair às ruas, para vender o que tem, para comprar um violão ou investir em um CD. Por isso, essa audiência é de uma importância extrema para ouvir a comunidade, porque a música gospel não somente alegra mas também transforma”, enfatizou o Pastor Diego.


 


Investimento


O presidente da Fundação Municipal de Ação Cultural, João Hugo Lyra, trouxe novidades para os artistas, sobre o edital “Toca tudo Mcz”. O processo já foi aberto e dará oportunidade para todos os estilos musicais, inclusive o gospel.


Já o presidente estadual da União Nacional das Igrejas e Pastores Evangélicos (Unigrejas), o pastor Orlando Leite, que parabenizou a proposta, e destacou a importância do momento


“Por meio da música gospel, várias pessoas que não podem ser alcançadas fisicamente através das canções que chegam aos presídios têm a oportunidade de ouvir e mudar de vida como os reeducandos. Para outros, essas vidas não importam, mas, para nós, eles são almas, por isso, tem um valor enorme. Parabenizo ao pastor Oliveira Lima, por esse momento especial, e em proporcionar políticas públicas de melhorias para a comunidade gospel”, destacou Orlando.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »