21/03/2022 às 07h24min - Atualizada em 21/03/2022 às 07h24min

Unidades de Saúde com horário estendido promovem Março Lilás entre usuárias do Corujão

Atividades do Dia D incluíram palestras de sensibilização sobre prevenção e cuidados, acolhimento, atendimento e encaminhamentos para exames preventivos do câncer de colo de útero

As usuárias das unidades de saúde, que funcionam com horário estendido, receberam as ações de promoção do Março Lilás, alusivo à prevenção do câncer de colo de útero. Na última sexta-feira (18), as ações do Dia D da campanha foram estendidas ao Corujão, com atendimento das 17h às 21h.

O Março Lilás tem como finalidades gerar conhecimento, promover prevenção e ações de saúde pública para as mulheres, mobilizando as usuárias das unidades de saúde por meio de busca ativa para a realização de exames preventivos de detecção de câncer de colo de útero.

Março Lilás promove atenção integral à saúde da mulher. Fotos: Bruno Wesley

Março Lilás promove atenção integral à saúde da mulher. Fotos: Bruno Wesley

Março Lilás promove atenção integral à saúde da mulher. Fotos: Bruno Wesley

Orientações

A campanha inclui palestras em salas de espera para informar e disseminar informações sobre a importância dos exames de rotina e o diagnóstico precoce, fundamental para o tratamento e cura da doença. As participantes foram alertadas sobre a importância da visita de rotina às unidades de saúde, mesmo que não haja sintomas de qualquer natureza, para manutenção da saúde integral.

As palestras focaram na prevenção, informando como funciona o fluxo de atendimento e a linha de cuidados para pacientes com câncer de colo de útero. As mulheres foram orientadas sobre a importância de fazer os exames preventivos nos períodos corretos e sobre a vacina de crianças e adolescentes contra o HPV, vírus responsável por 70% dos casos de câncer de colo de útero. Mulheres  e mães de meninas, de 9 a 14 anos e de meninos de 11 a 14 anos, foram informadas sobre os benefícios da vacinação.

Além das orientações passadas pelos profissionais de saúde foram realizados testes rápidos de HIV/Aids, hepatites virais e sífilis, solicitações de citologias e mamografias e atendimento de rotina para as mulheres presentes nas unidades.

Unidade de saúde focam na prevenção

A Unidade de Referência em Saúde Pitanguinha iniciou suas ações  pela manhã e seguiu até o horário estendido, com foco na promoção da saúde da mulher.  Com o tema 'Manifestações Bucais do HPV', a palestra coordenada pelas odontólogas, Adriana Oiticica e Elizabeth Tenório, orientou sobre os cuidados e a proteção nos contatos sexuais orais para a prevenção do vírus.

No período da tarde, a ginecologista Núbia Liene, a médica Cristiane Melo, assistente social Venúsia Freire, a psicóloga Ana Mônica, a farmacêutica Joyanne Cristine e as enfermeiras, Sylve Adriane, Régina Rodrigues e Andréa Rose, atuaram no trabalho de sensibilização, orientação, atendimento clínico, exames e encaminhamentos das usuárias para a citologia.

Enferemeira da Unidade Pitanguinha, Josinalva Emídio dos Santos. Foto: Bruno Wesley

Enferemeira da Unidade Pitanguinha, Josinalva Emídio dos Santos. Foto: Bruno Wesley

Enferemeira da Unidade Pitanguinha, Josinalva Emídio dos Santos. Foto: Bruno Wesley

A enfermeira da unidade, Josinalva Emídio dos Santos, falou sobre a necessidade de orientar as mulheres sobre a prevenção do câncer de colo de útero.

“Para existir a prevenção deve haver informação compartilhada e motivação para que as mulheres procurem as unidades de saúde. Fazer os exames preventivos é o melhor caminho para um diagnóstico precoce e evitar passar  por um processo mais doloroso. Nosso objetivo é fazer com que as mulheres façam seus exames regularmente'', destacou a enfermeira.

Na Unidade Básica de Saúde José Tenório, as enfermeiras Valesca Araújo, Ana Lucia Albuquerque e Fernanda Barros, promoveram palestras e orientação em sala de espera. As profissionais ficaram responsáveis pelos testes rápidos e a coleta para citologias.

Segundo o diretor da unidade, José Carlos Neto, o horário estendido zerou as filas de atendimento às usuárias. Durante toda a semana são ofertados serviços de odontologia, clínico geral - de segunda a quinta-feira - e todos os dias são feitas coletas para citologia. Ele informou que no dia 1º de abril serão realizados 30 exames de mamografia em parceria com a Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal).

“A busca ativa das pacientes vai continuar até o final da campanha, com as salas de espera e atendimentos, com a finalidade de ampliar e promover a saúde da mulher, orientando, conscientizando e atendendo a todas'', informou José Carlos.

A usuária, Lisiane Buarque de Oliveira, disse que esteve pela primeira vez na unidade na última sexta-feira e aproveitou para solicitar citologia.

“Sem filas, é tranquilo, o posto de saúde está oferecendo os exames e irei solicitar, é muito importante. O Corujão da Saúde facilita muito para quem trabalha. Hoje descobri o horário noturno e aproveitei para participar da ação. Tenho que me cuidar e aproveitar a oportunidade para colocar a saúde em dia”, revelou Lisiane.

Na Unidade José Guedes de Farias, localizada na Santa Amélia, as usuárias contaram com palestras de conscientização e prevenção. A clínica geral, Ana Claudia Soares, e o enfermeiro especializado em obstetrícia, Michael da Rocha, fizeram os atendimentos no horário estendido.

A dupla orientou as mulheres sobre os cuidados com a saúde. As palestras abordaram sobre a saúde da mulher com destaque para a prevenção ao câncer de colo de útero. As usuárias obtiveram informações sobre as formas de tratamento e foram alertadas para a prevenção de infecções sexualmente transmissíveis e o autocuidado.

Na unidades, as participantes tiveram acesso a testes rápidos para detecção de doenças transmitidas durante a prática sexual, hepatites virais, solicitações de citologia, encaminhamento para mamografias e atualização da cartilha vacinal, além dos atendimentos às gestantes e mulheres de todas as idades.

Enfermeiro, Michael da Rocha. Foto: Bruno Wesley

O enfermeiro da unidade José Guedes., Michael da Rocha, disse que o trabalho de orientação e sensibilização das mulheres sobre os cuidados preventivos é fundamental para a promoção da saúde.

“Estamos trabalhando com acolhimento, inclusão, orientação, execução e o pós atendimento. Precisamos que todas estejam informadas e sempre voltem para o posto médico. Queremos promover a saúde da mulher em tempo integral para uma melhor qualidade de vida. É importante compartilhar conhecimento com as pacientes, sempre disseminando a importância da prevenção”, destacou o enfermeiro.

A doença

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer de colo de útero é causado pelo Papilomavírus Humano (HPV), com desenvolvimento lento, que pode ocorrer sem sintomas, em fase inicial, e evoluir para quadros de sangramento e secreção vaginal anormal e dor abdominal associada a queixas urinárias ou intestinais, nos casos mais avançados. A doença está entre as principais causas de óbito em mulheres.

“Falar sobre o câncer de colo de útero é importante, até pelo impacto negativo que traz para toda a família e principalmente para a mulher. Os apoios psicológico e clínico são fundamentais. Além de acolher, temos que fazer todo o acompanhamento médico e encaminhamentos, os exames preventivos. Sempre apertamos nessa tecla de fazer os exames regularmente, ir às consultas ginecológicas com frequência”, alertou a médica, Ana Cláudia Soares.














secommaceio


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Na sua opinião, o prefeito Cacau Filho, até o momento está sendo:

24.2%
5.0%
1.2%
8.7%
59.9%
0.9%