17/03/2022 às 08h39min - Atualizada em 17/03/2022 às 08h39min

ESCOLAS INTEGRAIS PREPARAM ESTUDANTES PARA UM FUTURO DE NOVAS POSSIBILIDADES

Além de formação técnica e profissional, disciplinas eletivas despertam novas aptidões e habilidades

Dentro do ensino integral, os estudantes têm a oportunidade de ter uma aprendizagem mais ampla e diversificada, que prioriza não só as competências cognitivas, como também as socioemocionais. Essa ampliação da jornada escolar auxilia na solidificação dos conteúdos da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e promove o desenvolvimento de habilidades em diferentes práticas educativas. Nessa configuração, a formação básica curricular é turbinada com atividades complementares que fortalecem a aprendizagem e enriquecem o currículo do aluno, com cursos técnicos, matérias eletivas, clubes juvenis, laboratórios e projetos integradores. Permitindo assim um desenvolvimento integral do estudante, focando também no seu Projeto de Vida, com seus interesses e aptidões para vida profissional.

A partir dessa premissa, o Governo do Estado de Alagoas, através da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), tem investido na ampliação da cobertura do ensino integral no estado. Em 2022 mais 45 unidades escolares da rede estadual passam a ser integradas ao Programa Alagoano de Ensino Integral - pALei, em 28 municípios. Com isso, Alagoas se torna um dos cinco estados com a maior oferta de ensino integral do país. 

Esse feito é comemorado pelo Secretário de Estado da Educação, Rafael Brito, que destaca: "A vida desses jovens pode e deve ser transformada pela educação e isso é garantido com um ensino público de qualidade, essa é a nossa missão. Por isso, buscamos dar capacidade para que as nossas escolas possam oferecer um mundo de oportunidades. Conquistar a quinta maior oferta em escolas integrais do país é um marco para Alagoas e para todos os alagoanos. Nessa modalidade, nós oferecemos aos nossos alunos as cinco refeições completas do desjejum ao jantar. Isso faz a diferença na vida de milhares de pessoas. Seguiremos proporcionando aos nossos jovens um ensino de qualidade, com a infraestrutura e ensino que eles merecem ”, celebra o secretário.
 

RESULTADOS - Uma das unidades de referência do pALei é a Escola Estadual Senador Rui Palmeira (Premen), localizada em Arapiraca, região Agreste do estado, onde a gestora Paula Teixeira conta como a estrutura do ensino integral no contato com diferentes aprendizagens possibilita uma experiência educacional mais completa para os estudantes.

“O ensino médio integral pode transformar a vida de um jovem em todos os aspectos, porque mais que uma jornada estendida, nós oferecemos uma aprendizagem com desenvolvimento em aspectos cognitivos, emocionais, físicos, sociais e culturais. Dentro da escola integral, o estudante tem a sua visão de mundo ampliada, o que possibilita a ele alçar voos mais ambiciosos e sonhar com um futuro diferente da sua atual realidade. Ao enxergarmos o talento bruto e estimularmos esses jovens, o desenvolvimento deles como cidadãos pode ser surpreendente”, destacou.

A gestora ainda relata que explorar as possibilidades do Projeto de Vida e construir disciplinas eletivas de acordo com os interesses dos estudantes, pode direcioná-los na vida acadêmica e profissional. Como case de sucesso, a escola traz a história da aluna tímida e retraída que se transformou numa poetisa e autora, com direito a lançamento de seu livro e sessão de autógrafos organizados pela escola, na praça de sua cidade. Rikelly Bezerra concluiu o ensino médio no Premen Arapiraca, e hoje cursa Letras na Universidade Estadual de Alagoas (Uneal). Ela conta como as disciplinas eletivas contribuíram para a sua formação e despertar de sua aptidão para a literatura.

“A escola é como nossa segunda casa, e lá  eu sentia  afeto dos professores e gestores para conosco, sempre nos ajudando e impulsionando nossos sonhos por menores que fossem. E eu sempre tive a poesia como algo muito especial, que me traz sensações  boas e reflexivas. Então trabalhei isso na escola, assim o curso de Letras se tornou uma opção por eu me identificar com a Língua Portuguesa e me imaginar futuramente como poetisa ou escritora, além de ter tido muito apoio dos professores e gestores, que me fizeram enxergar essa possibilidade”, declarou a universitária.

Assim como a história de Rikelly, o exemplo de Samuel Tavares, aluno concluinte do ensino médio na Escola Profª Izaura Antônia de Lisboa, (Epial), também em Arapiraca, revela o quanto a oportunidade de aprofundar conhecimentos, por meio de disciplinas eletivas pode contribuir para o futuro profissional dos estudantes.

“Eu acho que ter estudado na escola integral foi uma das melhores coisas que eu poderia ter feito, porque nessa fase do ensino médio nós estamos crescendo, formando opinião e nos desenvolvendo como pessoa. Se não fosse as eletivas que eu tive, algumas voltadas diretamente para o Enem, com certeza meu resultado teria sido bem inferior e provavelmente eu não teria conseguido entrar na faculdade. Então tudo o que a escola me ofereceu de preparação foi fundamental, tudo o que tinha na escola eu estava participando e se não fosse isso eu não teria alcançado a aprovação”, relatou o estudante que acabou de ser aprovado para o curso superior de Engenharia da Computação, na Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Outra unidade de ensino integral que defende esse ponto de vista é a Escola Dra. Eunice de Lemos Campos, localizada em Maceió, onde a gestora da unidade que é destaque em aprovação, Tânia Regina Pereira, afirma que o modelo de ensino integrado às disciplinas complementares é como um norteador para a vida profissional. “Essas disciplinas complementares são muito importantes para dar uma visão geral do mundo para esses alunos, para que eles saiam dessa caixinha do ensino curricular básico e experimentem novas habilidades. Temos exemplos de alunos que cursaram a disciplina de empreendedorismo e abriram seu próprio negócio, ou que passaram a cursar faculdade de administração de empresas. Assim como, alunos que fizeram a eletiva de astronomia e hoje cursam física na universidade,” destacou.











alagoas.al.gov.br


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Na sua opinião, o prefeito Cacau Filho, até o momento está sendo:

24.2%
5.0%
1.2%
8.7%
59.9%
0.9%