07/03/2022 às 09h25min - Atualizada em 07/03/2022 às 09h25min

Professora da rede municipal é destaque na revista Nova Escola

Elisa Vilalta leciona História e desenvolveu método de avaliação formativa em sala de aula, durante ensino híbrido

Elisa Vilalta também integra o time de formadores da Nova Escola. Avaliação formativa foi desenvolvida pela professora da rede municipal durante o ensino híbrido em 2021.

A professora de História da rede municipal de ensino de Maceió, Elisa Vilalta, foi destaque na revista Nova Escola - renomada no campo educacional no Brasil - após desenvolver uma avaliação formativa, que mapeia e corrige rotas de aprendizagem dos alunos. O método foi aplicado nas salas de aulas dos 6° e 7 °anos da Escola Arnon de Melo, no Jacintinho, durante o ensino híbrido em 2021.

Elisa Vilalta está na rede municipal de Maceió desde 2017. Atualmente, ela leciona História nos 6º e 7º anos da Escola Padre Pinho, na Cruz das Almas, e trabalha com alunos da Educação de Jovens, Adultos e Idosos (EJAI) da Escola Neide França, em Ipioca.

A professora conta que o método desenvolvido por ela busca avaliar os alunos não somente no final do processo, com avaliações bimestrais, mas também por meio de observações e anotações durante todo o ano letivo.

“Através de observações e rubricas, o professor consegue identificar as aprendizagens dos alunos e pode continuar, caso todos estejam conseguindo atender às expectativas de aprendizagem, ou voltar e propor novas tarefas. As autoavaliações também são importantes, pois o aluno consegue se perceber dentro do processo”, explicou.
 

“Percebi que fazia mais sentido verificar as dificuldades dos alunos no meio do caminho, em diferentes momentos e de formas diversas, do que deixar para o final do bimestre, quando não há mais oportunidade para aprender, porque o nosso maior objetivo é que os estudantes obtenham o conhecimento. Então, trabalhei bastante com rubricas para cada uma das unidades onde ia verificando no dia a dia se eles estavam alcançando as compreensões esperadas, autoavaliações e avaliações entre pares”, revelou Elisa Vilalta.

A professora conta como a avaliação foi valiosa durante o sistema híbrido de ensino na rede. “No ano passado começamos com o remoto e depois viemos para o presencial. Esse tipo de avaliação foi muito importante para verificar o acompanhamento dos alunos e perceber como eles estavam avançando em relação aos objetos de conhecimento trabalhados nas turmas de história”, disse.

Além de professora da rede municipal de ensino da capital alagoana, Elisa integra o time de formadores de professores da Nova Escola, dando formações on-line e presenciais em redes municipais e estaduais por todo o Brasil. A docente também já participou de projetos de produção de planos de aula de diversos componentes curriculares, bem como na construção do material educacional Nova Escola.

Para a pedagoga, qualquer educador pode fugir dos padrões tradicionais na relação ensino-aprendizagem. “É muito interessante mostrar para os professores que é possível realizar um bom trabalho em sala de aula com as ferramentas e materiais que nós temos. Vejo essa experiência como uma forma de compartilhar com outros professores do Brasil inteiro práticas em sala de aula que dão certo”, destacou.

O destaque na revista Nova Escola mostra o empenho e experiência dos educadores da rede municipal de ensino de Maceió, como afirma Elisa Vilalta.

“Vejo como uma excelente oportunidade para dar visibilidade a nossa rede municipal, mostrar que nossos profissionais trabalham sempre visando a aprendizagem dos alunos e que se esforçam ao máximo para conseguir isso. Isso mostra que temos experiências exitosas em nossas escolas e que podemos compartilhá-las com o Brasil inteiro”, concluiu.




















secommaceio


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Na sua opinião, o prefeito Cacau Filho, até o momento está sendo:

24.2%
5.0%
1.2%
8.7%
59.9%
0.9%