04/05/2018 às 10h55min - Atualizada em 04/05/2018 às 10h55min

Censura em Arapiraca nos leva a memórias da ditadura

Programa na mira da notícia da rádio NOVA FM foi censurado por fazer críticas a gestão de Rogério Teófilo

- By Redação
Rogério Teófilo
Em Arapiraca corre o burburinho da censura aplicada pela direção da rádio NOVA FM, em desfavor do programa na mira da notícia que tem como apresentador o radialista Ângelo Farias, o programa produto do portal 7segundos, "misteriosamente", foi enquadrado pela censura política - mais uma bola fora para o prefeito de Arapiraca Rogério Teófilo - que só permite que o desgaste de sua gestão cresça com atitudes antidemocráticas.

O termômetro das redes sociais demonstram que a rejeição do prefeito Rogério Teófilo vem aumentando - significativamente - e ameaça plenamente a candidatura do seu filho Moacir Teófilo Neto - por conta dos supostos atos de irregularidades - que podem acarretar em improbidade administrativa.

O representante do Ministério Público em Arapiraca Napoleão Amaral, já se antecipou em relação ao caso manifestando preocupação com o dossiê levado ao MP pelo auditor Luis Lôbo - que compromete quase toda gestão de Rogério Teófilo.

A tentativa de blindar o prefeito na Câmara de Vereadores desagradou o representante do Movimento de Combate à Corrupção em Arapiraca Edney Vieira - que já tomou atitudes enérgicas em resposta a falta de compromisso dos edis mirins - Edney Vieira e Vytor Ferro - devem se encontrar por esses dias para juntos unificarem a luta em defesa da democracia e do combate à corrupção no maior município do Agreste.

rádio teve uma importância muito grande no contexto do golpe e do regime militar. Vários momentos históricos foram transmitidos por esse meio de comunicação, a ditadura se utilizou dele para veicular programas oficiais e propagandas, e a resistência contra a ditadura também passou pelas ondas radiofônicas.


 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Na sua opinião, o prefeito Cacau Filho, até o momento está sendo:

24.0%
5.1%
1.3%
9.0%
59.9%
0.6%