26/12/2021 às 09h40min - Atualizada em 26/12/2021 às 09h40min

Defesa Civil de Maceió atende 4.058 ocorrências em 2021

Órgão já atua no planejamento de ações efetivas para o próximo ano

A Defesa Civil de Maceió (DCM) atendeu 4.058 ocorrências nos 50 bairros de Maceió ao longo do ano. Ao todo, o órgão realizou 535 encaminhamentos para centros de atendimentos socioassistencial e secretarias do município.

Para o coordenador geral da DCM, Abelardo Nobre, este período de balanço geral serve como avaliação das atividades desempenhadas e, também, de planejamento para as ações do próximo ano.

“Nós concluímos o ano com um saldo bastante positivo. Mesmo diante de todas as dificuldades, este foi um ano que conseguimos organizar a Defesa Civil, torná-la mais eficiente, reduzir o tempo de reposta e realizar o nosso trabalho de prevenção e mitigação de riscos”, pontuou o coordenador.

Como ação da diretoria operacional, o órgão realizou ainda a aplicação de 4.455 metros de lona em mais de 70 pontos de risco de deslizamento na cidade. Além disso, ações preventivas e educativas, como a realização de séries de vistorias em grupos geradores de energia elétrica, iniciadas no mês de setembro e que visa identificar irregularidades em relação ao uso dos equipamentos.

Esta ação já vistoriou 158 locais de Maceió, como hotéis, estabelecimentos do Centro de Maceió, hospitais e clinicas e prédios residenciais, e terá continuidade nos próximos meses.

Para Abelardo Nobre, coordenador da Defesa Civil de Maceió, esta ação é um dos destaques do ano de 2021 em razão da sua importância na prevenção de acidentes, visto que diversos incidentes ocorrem devido ao não cumprimento das Normas Reguladoras. Apenas no Centro de Acolhimento e Triagem (CAT) prestou 430 atendimentos psicossociais.

“Uma equipe de técnicos preparados pela Defesa Civil está desenvolvendo esse trabalho inovador visando uma maior segurança para os proprietários e responsáveis pelos equipamentos, para assim, mitigar riscos”, disse Abelardo.
 

Entre as ações realizadas neste ano, um dos marcos foi o desenvolvimento do Relatório e a confecção do Mapa de Ilhamento Socioeconômico, documento em que recomenda a inclusão dos moradores da região Flexal (de Cima e de Baixo) no plano de realocação.

Ainda de acordo com o coordenador da DCM, no próximo ano, o município de Maceió terá uma Defesa Civil ainda mais preparada para realizar seu trabalho de prevenção de riscos, prosseguimento no mapeamento efetivo das áreas de risco e ações de encaminhamentos.

“Temos uma perspectiva real que o próximo ano será de mais trabalho, mas também, de maior desempenho. Será um ano que estaremos ainda mais preparados para os desafios que virão, principalmente no período chuvoso”, concluiu Abelardo.










secommaceio


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Na sua opinião, o prefeito Cacau Filho, até o momento está sendo:

24.2%
5.0%
1.3%
8.8%
59.7%
0.9%