23/11/2021 às 11h49min - Atualizada em 23/11/2021 às 11h49min

Ganancioso! Galba Netto quer tirar secretaria de Ronaldo Lessa para indicar o irmão

Galba Netto (MDB) quer prejudicar a excelente relação do Prefeito JHC com vice Ronaldo Lessa

O presidente da Câmara Municipal de Maceió, Galba Netto (MDB), ganancioso que não se importa com o povo de Maceió que somente visa os seus próprios interesses, pretende prejudicar a excelente relação do Prefeito JHC (PSB) com o vice-prefeito Ronaldo Lessa (PDT). Parceria que está dando certo. 

Não precisa conhecer bem o ex-governador Ronaldo Lessa para saber que ele não foge de briga no campo político. Agora, na condição de vice-prefeito de Maceió, ele está tendo a sua força político/eleitoral questionada pelo presidente da Câmara Municipal, Galba Netto.

contece que o presidente da Mesa Diretora da Câmara em - modus operandi - bem peculiar ao clã "novaes", conseguiu emplacar o irmão, Tales Novaes, como secretário adjunto de Esportes, na pasta do Turismo. Mas o jovem, que segundo denúncias só aparece para trabalhar uma vez na semana, exige uma secretaria para chamar de sua.
 

A secretaria municipal do Turismo, Esporte e Lazer faz parte da cota de Ronaldo Lessa, que indicou Patrícia Mourão para a titularidade da pasta. No entanto, Galba Netto estaria reivindicando o cargo para o irmão - que pode ser candidato a deputado estadual pelo PP.

As informações são de que o vereador-presidente mandou o recado para o prefeito JHC de que, “se não entregar a secretaria de Turismo, que crie a secretaria de Esportes”. "Se" esse recado chegou ao conhecimento do prefeito, com certeza contará com a habilidade com a qual o gestor municipal tem demonstrado firmeza para se defender desse tipo de investida comportamental de quem se utiliza da "ganância" pelo poder e faz disso, uma verdadeira moeda de troca.
De um jeito ou de outro, a decisão que JHC tomar poderá criar um mal-estar com seu vice-prefeito, pois vai enfraquecer o poder político de Ronaldo Lessa na gestão municipal.
Caso se sinta ameaçado, ofendido ou desafiado, Ronaldo Lessa pode fazer o mesmo quando deixou o grupo político liderado pela família Calheiros: chutar o balde, se tornar opositor e ir para a “guerra”, pois como costuma dizer “não tem nada a perder”.

 

 

conectaalagoas.com.br

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »