18/11/2021 às 09h58min - Atualizada em 18/11/2021 às 09h58min

Live discute atendimento especializado em casos de violência contra a mulher

Iniciativa do Creas Santa Lúcia marca o Dia Internacional de Combate à Violência contra a Mulher

O dia 25 de novembro é dedicado, em todo o mundo, ao combate à violência contra a mulher. Para marcar a data, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) Santa Lúcia vai promover, na próxima sexta-feira (19), uma live, abordando a acolhida e o atendimento em rede às mulheres em situação de violência. A transmissão será realizada pela plataforma Google Meet, com uma hora e meia de duração, das 14h às 15h30.

A psicóloga, Regina Japiá, é psicóloga clínica da saúde perinatal da Universidade de Ciências da Saúde e da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e especialista em impactos da violência na Saúde. Além dela, guiará a conversa a assistente social do Creas Santa Lúcia, Márcia Cristina Souza. A mediação será feita pela também assistente social do Centro de Referência, Julianna Sutareli.

Uma das organizadoras da live, a assistente social Márcia dos Anjos revela que a intenção do debate é abordar o papel dos serviços oferecidos pela rede de atendimento à mulher vítima de violência. Ela explica que o conhecimento de cada serviço oferecido contribui para fortalecer a rede e mobilizar os agentes que atuam na articulação dos atendimentos e encaminhamentos que são realizados na identificação e acolhida da mulher em situação de violência.

“Nesse sentido, a proposta da live é fazer referência ao papel do Creas no enfrentamento às situações de violação de direitos e, mais especificamente, em relação à violência contra a mulher”, informa Márcia.
 

Os Creas

Maceió possui cinco Centros de Referência Especializados de Assistência Social. O atendimento é realizado tendo em vista a distribuição destes equipamentos da nos territórios e na abrangência da população assistida. Sendo assim, na capital, funcionam os Creas Benedito Bentes, Santa Lúcia, Jatiúca, Poço e Orla Lagunar.

Cada unidade oferta o Serviço de Proteção e Atendimento Especializado à Famílias e Indivíduos, conhecido como Paefi. Atendimentos às famílias e indivíduos em situação de risco pessoal e social, com violação de direitos estão entre os serviços ofertados. São eles: violência física, psicológica e negligência, violência sexual, afastamento do convívio familiar devido à aplicação de medida de proteção, situação de rua, abandono, exploração do trabalho infantil, discriminação por orientação sexual e/ou etnia







secommaceio


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »