10/10/2021 às 10h47min - Atualizada em 10/10/2021 às 10h47min

Dia Nacional de Luta Contra a Violência à Mulher reforça necessidade de políticas públicas

Celebrado neste dia 10 de outubro, o Dia Nacional de Luta Contra a Violência à Mulher reforça a necessidade de políticas públicas nesse sentido. Em Maceió, as mulheres são prioridade na atual gestão. De forma inédita, o prefeito JHC criou um Gabinete exclusivo para a pauta feminina. E, desde então, uma série de ações têm sido realizadas para diminuir os altos índices de casos de opressão e proporcionar maior suporte às mulheres da capital. 
Através do Gabinete de Políticas Públicas para Mulheres de Maceió, o Município atuou em todas as etapas de apoio e geração de oportunidades para que as vítimas de violência possam transformar sua realidade. 
Na assistência social, foi firmado um convênio com o Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL) que beneficia as mulheres atendidas na Casa da Mulher Alagoana Nise da Silveira que reúne Juizado, Delegacia, Defensoria Pública, Patrulha Maria da Penha e outros órgãos da rede de proteção às mulheres. O prédio está localizado ao lado da Praça Sinimbu, centro da capital. A Prefeitura cedeu servidores para a recepção e para os serviços gerais da Casa. Além de técnicas de enfermagem para atender as mulheres que chegam machucadas e uma equipe multidisciplinar, composta por assistente social e psicóloga.
Ainda no mês de agosto, houve um marco histórico no enfrentamento da violência contra mulheres e meninas. De forma inédita em Maceió, foi criado um programa de enfrentamento à violência e de fortalecimento de políticas públicas para as mulheres, o Salve Mulher. A iniciativa atuará em diferentes eixos para garantir apoio e segurança às mulheres. Através dele, os servidores municipais, a exemplo da Guarda Municipal, foram capacitados para garantir um atendimento humanizado às vítimas.

E, tendo em vista a alta visibilidade do destino Maceió na alta temporada turística, o Gabinete criou um Grupo de Trabalho contra a exploração sexual de mulheres neste período. O grupo é composto por secretários municipais da Assistência Social, Convívio Social, Turismo e Juventude, além de integrantes do Poder Judiciário e representantes da sociedade civil.

“A gestão do prefeito JHC está totalmente comprometida com a pauta feminina. Estamos trabalhando em todas as frentes — qualificação, segurança, saúde — para garantir que nossas mulheres tenham todos os seus direitos garantidos, ampliando suas oportunidades e, consequentemente, sendo donas de seu próprio destino”, garantiu Ana Paula Mendes, coordenadora do Gabinete da Mulher de Maceió.
 

Índices

Em junho deste ano, levantamento da Folha de São Paulo junto às secretarias de Segurança Pública nos estados mostrou aumento da violência contra a mulher em 2020, nos meses em que o país já lidava a pandemia da Covid-19. Alagoas aparecia no ranking como o estado do Nordeste que mais registrou feminicídios por 100 mil habitantes e o 5º a nível nacional.

Dados da Secretaria de Segurança Pública de Alagoas (SSP-AL) mostram ainda que, do total de 650 assassinatos ocorridos de janeiro a julho, 71 vítimas ou 11% eram mulheres.







secommaceio

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Na sua opinião, o prefeito Cacau Filho, até o momento está sendo:

23.7%
5.1%
1.3%
8.9%
60.1%
0.9%