23/09/2021 às 07h58min - Atualizada em 23/09/2021 às 07h58min

Vigilância Sanitária capacitou todas as avícolas sobre boas práticas com alimentos

Órgão vinha requalificando representantes dos estabelecimentos desde maio deste ano

Orientar sobre normas sanitárias, produção, armazenamento e comercialização de produtos alimentícios foi a meta estabelecida pela Vigilância Sanitária quando iniciou, em maio, a série de cursos sobre boas práticas direcionada a todas as avícolas de Maceió. Nesta quarta-feira (22), o órgão finalizou a ação no segmento com os estabelecimentos localizados nos bairros Trapiche, Vergel e Ponta Grossa. Desde o início das capacitações, o órgão repassou as orientações a 250 representantes do ramo.

No curso, os participantes tiveram acesso a informações repassadas pelo coordenador da Vigilância Sanitária, Airton Santos, que falou sobre a correta documentação exigida para o ramo e contaram, ainda, com palestra ministrada pela nutricionista do órgão, Vitória Sarah, que apresentou para os representantes das avícolas a forma correta de lidar com os alimentos comercializados nos locais.

“Em nossas fiscalizações, estamos encontrando muitas irregularidades no setor alimentício e, por isso, decidimos começar nossas capacitações por ele. O nosso objetivo, aqui, é tirar todas as dúvidas para deixarmos os comerciantes totalmente informados sobre a forma como devem comercializar seus produtos. Não basta só apontar o erro, precisamos também ensinar qual a forma certa de agir”, ressaltou Airton Santos.

Além dos três bairros mencionados, a Vigilância Sanitária capacitou profissionais de avícolas que atuam no Mercado da produção, Mercado do jacintinho, Tabuleiro, Benedito Bentes 1 e 2, Eustáquio Gomes, Santos Dumont, Clima bom, Graciliano Ramos, Village Campestre, Serraria, Gruta de Lourdes, Murilópolis, Ouro Preto, Pajuçara, Ponta da terra, Poço, Jatiúca e Jaraguá.

A nutricionista e gerente de Alimentos do órgão, Vitória Sarah, denominou o momento como essencial para que os estabelecimentos da capital apresentem maior segurança alimentar e entreguem um produto de qualidade ao maceioense.

 

“A atenção durante o manuseio dos alimentos deve ser frequente e percebemos, nas fiscalizações, que muitas avícolas estavam se descuidando de algumas regras, o que vinha colocando a qualidade dos alimentos em risco. Nosso trabalho é explicar a forma certa de se fazer e mostrar que atitudes simples e diárias fazem total diferença para quem quer trabalhar dentro das normas sanitárias”, destacou a nutricionista.

Jackson Vieira foi um dos comerciantes que participaram do curso, nesta quarta-feira (22), e destacou a importância que o dia representa para o melhorar o desempenho do trabalho na empresa a qual faz parte. “Nós sempre priorizamos oferecer o melhor para quem nos procura e esse curso vem agregar muito conhecimento a nossa empresa que preza tanto pela qualidade do produto e a saúde de nossos clientes”, afirmou.
 

Atuação da Vigilância Sanitária

Além da requalificação dos profissionais de avícolas, a Vigilância Sanitária de Maceió iniciou, há duas semanas, capacitações para funcionários que atuam em supermercados da capital. Até o momento, o órgão já se reuniu com representantes de cinco grandes empresas que atuam no ramo em Maceió. Após isso, a Vigilância planeja iniciar o mesmo trabalho com todos os frigoríficos da cidade.








secommaceio

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »