18/09/2021 às 23h08min - Atualizada em 18/09/2021 às 23h08min

SANGRIA NA CÂMARA MUNICIPAL DE MACEIÓ

Gostaria de iniciar elogiando projetos, mais a triste realidade que passa a Casa de Guimarães Passos é de fazer tremer do túmulo o precursor da probidade administrativa o escritor alagoano Graciliano Ramos, que foi na sua vida pública, Prefeito de Palmeira dos Índios. Gostaria de relembrar meu Avô Paterno, que teve 7(sete) legislatura de Vereador da Cidade alagoana do Pilar, Febrônio da Silva Correia, que quando o mesmo exercia a função de Vereador eleito pelo povo pilarense, não receia salário, nem qualquer tipo de mordomia; exercia o cargo de Vereador, porque tinha amor pelo povo, repito sem nenhum tipo de remuneração; chegando a exercer o cargo de Prefeito do Pilar, quando era Presidente da Câmara Municipal do Pilar.

Na década de 80(oitenta), os Vereadores da Câmara Municipal de Maceió, recebiam salário e um Kit para seu gabinete, constando: resma de papel, clip, grampos, fita de máquina de escrever e algumas canetas. Carro só quem tinha era o Presidente da CMM, onde os Vereadores teriam que agendar o uso do veículo da presidência, caso necessitassem usar.

As mordomias dos Vereadores de Maceió, daria para matar a fome de quem passa fome em Maceió. A sociedade maceioense e o Prefeito de Maceió, precisam formar uma força tarefa, para cortar os privilégios dos Vereadores, diminuindo drasticamente o milionário duodécimo dos Vereadores e investir em programa de matar a fome de quem tem fome. Acabar com o trem da alegria dos cargos comissionados, cotas de combustível, locação de veículos, almoços de Marajá banhado de filé mignon, filé de Salmão, filé de Lagosta, entre outros, enquanto nosso povo não tem nem farinha seca para comer. Vamos Prefeito JHC, com esse excesso de duodécimo da Câmara Municipal de Maceió, criar o “Restaurante Sem Fome”, com alimentos de graça para os que não tem o que comer, embalado com a campanha “Daí de comer quem tem fome”. Basta de cara de pau desses Vereadores que na sua maioria não fazem nada pela população, e muitos usam o SUS, para dizer que sou bom, com o dinheiro dos impostos do próprio povo. É hora de mudar, nosso povo e o avanço de civilidade, não suporta mais esses tipos de Políticos “Sangue Sugas”, que só querem garantir seus privilégios, esquecendo que nosso povo está passando fome, e que o dinheiro das mordomias desses políticos cara de pau, mataria a fome de quem não tem o que comer. Concurso público já, na Câmara Municipal de Maceió é outra questão que o Ministério Público, precisa ficar de olho.

Após essa breve e alarmante, proposta para o parlamento mirim, iremos reproduzir uma reportagem sobre como vive os políticos da Suíça, para que possamos ver na realidade a grande diferença que é viver em uma nação que passaram por todas mazelas que hoje vivemos, e agora como é tratado o erário público na Suíça.

Jornalista Raudrin de Lima

Jornalista Fernando Cpi


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »