02/03/2021 às 21h22min - Atualizada em 02/03/2021 às 21h22min

Câmara de Maceió apoia entrega de identidades para garantir direitos a 21 crianças com TEA

Por Secom CMM
Documento facilitará acesso as áreas de saúde, educação e assistência social. Foto: Secom CMM

A Câmara de Maceió acompanhou a entrega, na manhã desta terça feira (2), de carteiras de identidade para assegurar às crianças com o transtorno do espectro autista (TEA) o acesso aos serviços públicos e privados. O presidente Galba Netto (MDB) compareceu ao evento convocado pela Prefeitura Municipal de Maceió, na Unidade de Saúde Judith Barreto, no bairro da Santa Amélia. Com os documentos os 21 beneficiários terão agilidade no atendimento nas áreas de saúde, educação e assistência social.

“Quando a gente vem à instituição, conhecemos os serviços oferecidos para as crianças com espectro autista, vivenciamos e acompanhamos o que é feito com tanta dedicação, mudamos o nosso olhar. Nós, enquanto Câmara, no que pudermos colaborar, seguiremos auxiliando as instituições que abraçam essa causa e são reconhecidas por seus serviços. Parabéns família Pestalozzi  e aos seus incentivadores”, celebrou Galba.

Além de Galba Netto, outros vereadores compareceram à cerimônia: Gaby Ronalsa (DEM), Teca Nelma (PSDB), Dr. Valmir Melo (PT) e o senador Rodrigo Cunha (PSDB). Também estiveram presentes o secretário municipal de Assistência Social, Carlos Jorge e de Educação, Elder Maia.

O prefeito João Henrique Caldas (PSB) destacou a importância da prefeitura garantir o acesso a direitos e se empenhar para ampliá-los. “Estamos aqui com essa primeira leva de muitas outras futuras, que vamos conseguir entregar. Muito além de uma identidade, mas a política pública de proteção dessas crianças e suas mães, principais personagens, que lutam todos os dias e são impactadas diretamente com esse benefício”, discursou JHC.

As carteiras facilitarão o acesso a serviços necessários diariamente, sem burocracia e também evitarão constrangimentos quando pais ou responsáveis optarem por filas preferenciais. O documento é resultado da Lei n°12.764, 2012 que homenageia Berenice Piana  e  institui a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista.

Uma das mãe atendidas pela associação, Stephanie Vieira dos Santos, explicou que tem três filhos autistas e que o dia a dia com eles não é fácil. “Estou muito feliz com essa conquista. Trata-se de mais um direito para meus filhos. Não é nada fácil ter de explicar todas as vezes que precisamos solicitar prioridade em locais públicos”, revelou.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Na sua opinião, o prefeito Cacau Filho, até o momento está sendo:

24.1%
5.1%
1.3%
9.0%
59.8%
0.6%