23/02/2021 às 15h53min - Atualizada em 23/02/2021 às 15h53min

Justiça nega pedido de liberdade a funcionário de companhia de energia preso por estupro, em AL

Por Redação/Já é Notícia
Funcionário preso - Foto: Reprodução
A Justiça não aceitou o pedido de relaxamento da prisão do prestador de serviço, suspeito de estuprar uma mulher no Residencial Maceió I, na Cidade Universitária, na última sexta, 19. Apesar da negativa, a defesa afirmou que outras medidas vão ser tomadas para restituir a liberdade do homem.

"Entendemos que não houve o flagrante. O meu cliente não foi pego com nenhum instrumento que pudesse ter relação com esse crime, nenhuma arma de fogo, nenhum objeto perfuro-cortante, ele estava apenas com a prancheta e a caneta na mão. A prisão foi baseada apenas na denúncia dessa suposta vítima", alegou o advogado Marcondes Costa.

Ainda segundo o que diz a defesa, teria havido a relação sexual, mas de forma consensual, sem a prática de violência. O advogado também destacou que o homem não tem passagem pela polícia e que não faria sentido o cometimento do estupro.

"É o que consta nos autos, e pelo depoimento da mulher já há coisas que não caracterizam violência sexual. O homem tem 39 anos, é um trabalhador, engenheiro civil, sem passagem pela policia. Ainda não recebemos o laudo do IML, mas a expectativa é de não ter comprovação de sinais de violência", afirmou.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Na sua opinião, o prefeito Cacau Filho, até o momento está sendo:

24.1%
5.1%
1.3%
9.0%
59.8%
0.6%