03/08/2020 às 17h45min - Atualizada em 03/08/2020 às 17h45min

Após proibição de desligamento na pandemia; Equatorial volta a cortar energia de inadimplentes

O prazo para a proibição do corte de energia elétrica dos consumidores inadimplemtes, determinado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), encerrou-se no último dia 31 de julho. A proibição foi aprovada no fim de março, como uma das medidas para os serviços essenciais durante a pandemia. Com isso, em Alagoas, a Equatorial já retomou desde o último sábado (1º) os serviços de suspensão por inadimplência. 
 

De acordo com as informações da Equatorial Equatorial Energia Alagoas, a distribuidora já está reavisando os clientes que estão com débitos pendentes, dando um prazo de 15 dias para regularizar a situação com a empresa.

"Ciente dos impactos da pandemia para os alagoanos, a Equatorial tem oferecido condições especiais de pagamento e de negociação, seja para quitar dívidas à vista ou parcelada, aos clientes que apresentaram dificuldades para manter as contas de energia em dia. Ainda observando as necessidades de prevenção ao novo coronavírus, a distribuidora disponibilizou canais digitais, para que as negociações sejam feitas sem a necessidade de sair de casa. Os clientes podem realizar acordos através da Central exclusiva para negociação no telefone 0800 721 0083. As chamadas podem ser feitas de um celular, com ligação gratuita, das 8h às 20h, de segunda a sexta-feira e das 8h às 14h, aos sábados, e, além do telefone, o parcelamento das contas pendentes pode ser feito via cartão de crédito no site https://al.equatorialenergia.com.br/pagamento-de-faturas/.", explicou em nota a distbuidora.

A Equatorial também disponibilizou agentes negociadores que irão até as unidades consumidoras realizar a negociação dos débitos. O atendimento porta a porta segue todas as recomendações exigidas pelos órgãos de saúde em relação ao distanciamento com o cliente, ao uso de máscara, álcool em gel e higienização das mãos e de todos os equipamentos e utensílios utilizados durante o atendimento.

As regras de negociação, com condições especiais, são válidas até o dia 31 de agosto para os consumidores das classes residencial, rural, comercial e industrial atendido pela baixa tensão. Para as unidades de alta tensão, os clientes devem procurar seus respectivos consultores para terem acesso às condições especiais preparadas para o segmento. 

 

A Equatorial reforça que a suspensão do fornecimento por inadimplência é o último recurso utilizado pela empresa e que se encontra à disposição de seus clientes para encontrar a melhor forma de negociar as pendências sem a necessidade de interromper o fornecimento de energia. 




fonte:tnh1.com.br


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Na sua opinião, o prefeito Cacau Filho, até o momento está sendo:

24.1%
5.1%
1.3%
9.0%
59.8%
0.6%